quinta-feira, 14 de agosto de 2014

ENDURrun 2014 - Etapa 4 - 10 milhas sobe e desce

Hoje decorreu a 4ª etapa da ENDURrun. Esperavam-nos 10 milhas (16.1 km) num percurso em constante sobe e desce onde uma das subidas é conhecida por “Horror Hill” e com uma rampa final de aproximadamente 400 metros mesmo antes de chegar à meta.

Depois de mais uma noite bem dormida e de uma pequena sesta a meio da tarde fiz um ligeiro aquecimento de modo a preparar-me para a prova. Os 30 km feitos no dia anterior faziam com que sentisse as pernas algo pesadas mas nada de muito terrível. Era esperar pela prova e ver como esta se desenrolaria.

Após o tiro de partida o 1º classificado da geral arrancou para a frente da corrida e formou-se um grupo que continha desde o 2º ao 7º classificados, onde eu estava incluído. O primeiro terço da prova foi extremamente táctico pois ninguém atacava mas todos fomos passando pela frente do grupo. À medida que ia transpondo as constante subidas via que estava a sentir-me bem e que hoje podia ser mais um bom dia.
Foi sempre assim no início (Foto tirada por Natascha)
No início do 5º km (um pouco antes da tal “Horror Hill”) houve um ligeiro esticão no andamento do grupo ao qual eu consegui responder e mantê-lo. Ao início da subida decidi atacar e ver se alguém vinha comigo. Acabou por não vir ninguém e lá fui eu subida a cima a pensar se não teria sido demasiado cedo para forçar o ritmo, pois ainda faltavam cerca de 10 km.
Altura em que decidi atacar (Foto tirada por Julie Schmidt)
À minha frente seguia o 1º classificado da geral com 2 atletas que estavam a fazer a prova por estafeta com uma vantagem de cerca de 200 metros. Nesta altura tínhamos o vento nas nossas costas o que não dificultava a prova (para isso já bastavam as subidas).

Na viragem para fazer o regresso à meta apanhei vento de frente e então decidi forçar ainda mais na tentativa de recuperar os 100 metros que me separavam os 3 atletas à minha frente de modo a ter alguma proteção contra o vento. Foi novamente altura de cerrar os dentes e dar tudo (em estilo de contra-relógio) e acabei por apanhá-los um pouco antes do km 13. Aí, segui colado a eles de modo a compensar o esforço que tinha feito. Depois de conversar um pouco com o primeiro classificado da geral para trabalharmos em conjunto para ganharmos algum tempo vi que ainda conseguia meter mais uma variação de ritmo e aproveitei uma descida e subida seguinte para ficar apenas com um atleta da estafeta ao pé de mim. A cerca de 1.5 km para fim aproveitei nova subida para tentar seguir sozinho e consegui fazê-lo e ao ver a placa que indicava o último km (e que tinha uma última rampa dura com uma extensão de cerca de 400 metros) só pensava que hoje tinha de ser o meu dia e acabou mesmo por sê-lo!
Rampa final para a entrada na meta (foto tirada por Julie Schmidt)
Fiz pela primeira vez 1º lugar e ganhei algum tempo (não muito, no entanto) na luta pela classificação geral. À chegada à meta foi soltar um grito de felicidade e recuperar fôlego e ir cumprimentar os outros atletas que iam chegando e dar-lhes força naquela última subida. Fui ainda felicitado pela imensa comunidade que estava hoje na prova (voluntário, espectadores e outros atletas), o que faz sempre bem ao ego. Uma das atletas do sector feminino disse-me que quando me viu a fazer o retorno para a meta eu parecia um “man on a mission”.

Confesso que este é o tipo de corrida de gosto de fazer em constante sobe e desce. Abençoadas provas dos troféus “Sintra a Correr” e “Corrida da Localidades” que, apesar de este ano não ter feito muitas provas, me ajudaram na preparação global da época.

No final os 16.1 km da prova foram feitos em 1:03:29 num ritmo média de 3:56 / km. Fiz novamente a prova sem olhar para o relógio pois não era dia de me guiar por ele. Após a prova de hoje estou a cerca de 10 segundos do 5º classificado e com 4 minutos de avanço para o 7º. Mais detalhes da prova podem ser consultados aqui (http://connect.garmin.com/modern/activity/564538592) ou aqui (http://www.strava.com/activities/179913365).
Punho fechado e sorriso na cara: esta não me escapava! (foto tirada por Julie Schmidt)
Em comparação com os tempos realizados o ano passado de referir que o tempo feito por mim hoje é um pouco de 2 minutos mais rápido!

Independe mente do modo como decorrer a segunda metade da ENDURrun posso dizer que já me dou por muito feliz pelo que fiz até agora: ganhei uma etapa (que confesso nunca foi algo que eu achasse de muito concretizável) e mostrei que posso morder os calcanhares dos atletas mais fortes em prova (temos nos primeiros 7 lugares geral 3 antigos vencedores da prova e um que faz provas do IronMan além da larga experiência em provas de endurance e maratonas).

Amanhã segue-se o dia de descanso, onde deverei fazer uma corrida ligeira seguida de banho de gelo e depois massagem para recuperar destes primeiros 4 dias de corridas intensas.

Após a corrida e de ter feito uma corrida para descomprimir fui para a mesa de massagens de modo a fazer algum trabalho de recuperação muscular. Em seguida foi hora de atacar os doces, ou melhor a comida, e socializar com os atletas e voluntários que todos os dias estão nas provas.

Na sexta-feira esperam-nos cerca de 25 km em corta-mato de montanha onde teremos um desnível positivo acumulado de mais de 700 metros. Não será fácil, pois esta é a prova que considero a mais difícil da ENDURrun.

Obrigado a todos os que têm vindo deixar aqui o seu apoio J


João

8 comentários:

  1. Parabéns!
    Fantástico!
    Que atleta, que relato e que prova!
    Nem imagina a alegria que foi abrir o mail e dar com este relato!
    Boa recuperação e toda a força do mundo para o que falta.
    Grande abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Jorge.
      Ontem foi realmente um dia muito bom! As fotos que actualizei agora no post mostram isso mesmo.

      Muito obrigado.

      Eliminar
  2. PARABÉNS!!! Além do espectacular que está a ser esta prestação, vencer uma etapa é algo de extraordinário!!! "A man on a mission!", como disse e bem essa atleta.

    Força para a etapa 5!

    Um abraço e, novamente, parabéns!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado mais uma vez João.

      Agora é tentar recuperar o melhor possível para o dia díficil que se adivinha amanhã.

      Grande abraço.

      Eliminar
  3. Muitos Parabéns!! Excelente!! Vamos ver se não sais no final com um pódio :D

    Força para a próxima etapa! Um abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Vitor.

      Top-5 já seria muito bom para mim. Vamos ver como se desenrolam as restantes etapas :)

      Obrigado pelo apoio!

      Abraço

      Eliminar
  4. Muitos parabéns João. Grande vitória. Além de correres como o caraças também gosto muito da tua descrição das provas. Embora nem sequer me consiga imaginar nesses ritmos, consigo "sentir" um pouco a tua prova. Bom descanso, boa recuperação e força para o que falta.
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado pela palavras e pelo apoio Carlos :)

      Grande abraço!

      Eliminar